Tango é patrimônio mundial imaterial da Unesco

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de setembro de 2009 as 11:59, por: cdb

O tango é agora património mundial imaterial da Unesco. A declaração foi divulgada pela Unesco nesta quarta-feira durante uma convenção em Abu Dhabi.

A proposta, para que a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) incluísse o tango, música e dança por excelência do Rio da Prata, foi apresentada em
conjunto por Argentina e Uruguai.

– A tradição do tango argentino e uruguaio, agora mundialmente conhecido, nasceu na cidade
popular de Buenos Aires e Montevideu, na bacia do Rio de la Plata –, informou o site da Unesco.

O tango nasceu no final do século XIX de uma mistura de vários ritmos provenientes dos
subúrbios de Buenos Aires. Esteve associado desde o princípio com bordéis e cabarés, âmbito de contenção da população imigrante massivamente masculina. Devido a que só as prostitutas
aceitariam esse baile, em seus começos era comum que o tango fosse dançado por um casal de
homens.

Inventor do tango-canção, Carlos Gardel foi o grande divulgador do tango no exterior. Nos anos 60, porém, o gênero foi ignorado fora da Argentina. Ressurgiu renovado por Astor Piazzolla, quem lhe deu uma nova perspectiva, rompendo com os esquemas do tango clássico.