“Taliban americano” chega aos EUA para ser julgado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 23 de janeiro de 2002 as 23:47, por: cdb

John Walker Lindh, 20, o “taliban americano”, chegou nesta quarta-feira aos Estados Unidos, onde será julgado por participar de uma conspiração para matar compatriotas seus, desembarcando em um aeroporto de Washington, sendo que deverá comparecer, nesta quinta-feira pela manhã, a um tribunal de Alexandria, na Virgínia, onde vai também será acusado de pertencer à organização Al-Qaeda, do dissidente saudita Osama Bin Laden. Walker, que antes de se converter ao islamismo era católico, pode ser condenado à prisão perpétua.

Walker, que é californiano, foi levado na terça-feira para Kandahar, depois de ter passado os 45 dias anteriores no navio de guerra US Bataan, que está no Mar da Arábia. Em Kandahar ele embarcou em um avião militar C-17 – sob forte segurança – e levado para os Estados Unidos. O procurador-geral dos Estados Unidos, John Ashcroft, revelou que Walker pode ser acusado de outros crimes, à medida que forem surgindo novas pistas.

O presidente americano, George W. Bush, afirmou, por sua vez que – como cidadão dos Estados Unidos – Walker não deveria ser levado para a base naval de Guantánamo, em Cuba, onde estão sendo mantidos os demais prisioneiros capturados no Afeganistão Ao contrário de Walker – que vai ser julgado por um tribunal civil – os supostos combatentes do Talebã e da Al-Qaeda detidos na base americana devem enfrentar um tribunal militar.