Suspeito de ataques de 11 de setembro desafia tribunal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2002 as 01:46, por: cdb

Zacarias Moussaoui – primeira pessoa a ser indiciada pelos atentados de 11 de setembro – se recusou a prestar declarações em sua defesa, nesta quarta-feira, em uma corte federal dos Estados Unidos. “Em nome de Alá, eu não tenho nada a declarar. Muito obrigado”, afirmou Moussaoui, cidadão francês de ascendência marroquina, com 33 anos de idade.

A juíza Leonie Brinkema foi obrigada a fazer uma declaração de inocência em nome de Moussaoui. As acusações contra ele incluem conspiração para cometer terrorismo, seqüestro e destruição de aviões, uso de armas de destruição em massa e assassinato. Ele pode ser condenado à morte.

Segundo o procurador-geral dos Estados Unidos, John Ashcroft, Moussaoui teve participação ativa no seqüestro dos aviões que destruíram o World Trade Center e parte do Pentágono. A alegação é que ele era o vigésimo seqüestrador, que deveria ter se juntado aos 19 que realizaram os atentados. Moussaoui não teria participado da ação por causa de sua prisão por problemas imigratórios em agosto.

Ele compareceu a uma corte do Estado da Virgínia. Um rigoroso esquema de segurança foi montado para a ocasião. A juíza Brinkema fixou a data do julgamento de Moussaoui para 14 de outubro.