Surto de malária atinge Minas Gerais

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de maio de 2003 as 05:05, por: cdb

Minas Gerais sofre, desde o último dia 30 de abril, um surto de malária do tipo vivax (forma mais branda da doença), que atinge o distrito de Souza, na cidade de Rio Manso, Região Metropolitana de Belo Horizonte. A constatação é do governo estadual.

Até agora, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou a existência de seis casos na região. Um outro ainda está sendo apurado. No ano passado, apenas um caso de malária foi confirmado em todo o Estado.

De acordo com a superintendente de Epidemiologia da SES, Valéria Rodrigues, as pessoas contaminadas pela malária estão internadas no Hospital Miguel Augusto Gonçalves, em Rio Manso, e o trabalho de controle da epidemia já está sendo feito em toda região.

– Não há motivos para pânico, porque as principais medidas para controle do problema já estão sendo tomadas. Porém, as pessoas devem evitar áreas próximas aos rios e matas, principalmente ao amanhecer e entardecer, quando o mosquito costuma picar suas vítimas -, alerta Valéria.

Este tipo de malária é transmitida pelo mosquito Anopheles. Conforme Valéria, os sintomas são anemia, pele amarelada, olhos amarelados e febre alta com calafrios em intervalos de três ou quatro dias.

– Os infectados precisam ser tratados e fazer alguns controles para que a doença não fique incubada e apareça posteriormente -, explica.

Como não existe vacina contra a malária, Valéria orienta a população que procure o centro de saúde mais próximo, caso perceba estes sintomas.