Supremo arquiva habeas corpus de mulher de Beira-Mar

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de janeiro de 2008 as 21:58, por: cdb

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido de liberdade provisória de Jacqueline Alcântara de Moraes, mulher do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

A presidente da Casa, ministra Ellen Gracie, ainda determinou o arquivamento do habeas corpus da acusada. Ela está presa desde novembro do ano passado na penitenciária feminina em Piraquara, no Paraná.

Para a Polícia Federal, após a prisão de Beira-Mar, Jacqueline teria supostamente assumido as finanças da quadrilha do marido. Ela foi presa na Operação Fênix da PF, suspeita dos crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e formação de quadrilha.

A ministra lembrou decisão do ministro Ricardo Lewandowski que arquivou, em dezembro passado, pedido idêntico pela defesa de Jacqueline. A defesa de Jaqueline entrou com novo pedido de liberdade no início do mês.

No dia 22 de novembro do ano passado, a PF desencadeou uma operação na qual prendeu a mulher de Beira-Mar e mais dez pessoas suspeitas de integrar uma quadrilha de tráfico internacional de drogas e armas, lavagem de dinheiro, contrabando e homicídios. O grupo seria liderado pelo próprio Beira-Mar, preso desde 2001, parte em unidades de segurança máxima.