Suprema Corte nega pedido de revisão da Microsoft

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 9 de outubro de 2001 as 16:40, por: cdb

A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou o pedido de revisão de parte do processo judicial feito pela Microsoft, que solicitava uma revisão da sentença que estabelecia que a empresa de Bill Gates teria violado as leis antitruste norte-americanas. Com esta decisão, a criadora do Windows perde a chance de revisar o processo e evitar a sua condenação pela legislação antimonopolista dos EUA. “Percebemos que são muito poucos os casos revisados pela Suprema Corte e ficamos desapontados com o fato do nosso processo não estar entre esses poucos”, afirmou o porta-voz da Microsoft, Jim Desler.

A Corte de Apelações do distrito de Columbia alegou, em junho de 2000, que a Microsoft havia monopolizado o mercado de sistemas operacionais para PCs, violando assim as leis antitruste do país. Em 7 de agosto, a Microsoft recorreu à Suprema Corte, pedindo à Justiça que desfizesse essa decisão. A Suprema Corte considerou, no entanto, que não deveria assumir esse caso, já que ele está aos cuidados de uma corte distrital.