Superávit primário de fevereiro é o melhor desde 1991

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de março de 2003 as 13:14, por: cdb

O superávit primário (não inclui despesas com juros), de R$ 7,621 bilhões alcançado pelo setor público, no mês de fevereiro, é o melhor resultado para o mês, desde 1991, quando foi iniciada a série. Já o acumulado em doze meses, encerrados em fevereiro, de R$ 59,942 bilhões (4,38% do PIB) também foi o melhor, desde maio de 1995.

As informações foram dadas, há pouco, pelo Chefe do Departamento Econômico do Banco Central (Depec), Altamir Lopes, ao comentar o desempenho das contas públicas, no mês de fevereiro. Na sua avaliação, a boa performance dessas contas mostra o compromisso do atual governo com a estabilidade fiscal. Observou que a “discreta” elevação da relação dívida líquida/PIB, que passou de 56,23%, em janeiro, para 56,64%, em fevereiro, reflete o ajustamento da estimativa do PIB para dezembro e janeiro, em relação ao valor oficial divulgado, ontem (27) pelo IBGE.

Lopes acrescentou que, para este mês, se considerada a taxa de câmbio até hoje (R$ 3,40), a estimativa é de que a relação dívida líquida/PIB caia para 55,5%. Destacou ainda a folga de R$ 684 milhões, no bimestre, em relação à meta de superávit primário acertada com o Fundo Monetário Internacional (FMI), para o trimestre (R$ 15,4 bilhões). O superávt acumulado em janeiro e fevereiro alcançou R$ 16,084 bilhões.