SUDERJ corta 45% dos custos para uso do Maracanã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de agosto de 2002 as 00:34, por: cdb

A SUDERJ informou que vai reduzir as taxas dos custos operacionais do Maracanã em 45%, tudo para os times do Rio possam continuar jogando no estádio. Flamengo, Fluminense e Botafogo já tinham anunciado que iriam transferir seus jogos, quando tivessem o mando de campo, para outros estados, como Juiz de Fora (MG) e Brasília (DF).

De acordo com o presidente da SUDERJ, Asfilófio de Oliveira Filho, a revitalização do futebol carioca passa por esse acordo feito entre a Federação, os clubes e a própria entidade.

Mesmo com a diminuição das taxas, os times cariocas não descartam a possibilidade de procurarem outros estádios para realizarem alguns jogos. De acordo com o presidente do Fluminense, David Fischel, para não ter prejuízo jogando no Maracanã, o público tem quer ser, no mínimo, de seis mil pagantes.

Preocupado com a má atuação do Botafogo no campeonato, o vice do clube, Orlando Ribeiro, já confirmou que as partidas contra a Ponte Preta e o Paysandu serão realizadas no estádio Municipal de Juiz de Fora, Minas Gerais.

Conforme o CORREIO DO BRASIL já tinha noticiado, o Flamengo vendeu quatro partidas para um grupo de empresários de Brasília e receberá R$ 750 mil pelas mesmas.