Sucessão de Bush começa no Estado de Iowa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de janeiro de 2008 as 09:24, por: cdb

Diversas reviravoltas marcaram os dias finais da campanha da prévia do Iowa para os pré-candidatos à presidência dos Estados Unidos. No lado republicano, pesquisas de intenção de voto começaram a indicar que o ex-governador do Estado sulista do Arkansas Mike Huckabee havia aberto uma ampla vantagem sobre o ex-governador do Estado do Massachusetts Mitt Romney.
 
Faltando poucos dias para o caucus – a votação – de Iowa, que funciona como uma assembléia de eleitores, Romney conseguiu reverter, em parte, a vantagem de seu oponente. As sondagens também indicam um ressurgimento da candidatura do senador pelo Estado do Arizona John McCain.
 
No lado democrata, os três principais pré-canditados – o senador pelo Estado de Illinois Obama Barack, a senadora pelo Estado de Nova York Hillary Clinton e o ex-senador pela Carolina do Norte John Edwards intensificaram a campanha nos últimos dias, para garantir uma boa colocação na prévia.
 
 Huckabee começou a cair nas graças dos conservadores habitantes do Iowa graças à sua retórica de ex-pastor batista que recorre à Bíblia constantemente como fonte de citações.
 
Romney reagiu com uma série de anúncios televisivos agressivos, no qual lançou ataques contra o adversário, como o de que Huckabee teria indultado uma série de criminosos perigosos, durante sua gestão no Arkansas.
 
Quando Huckabee resolveu usar das armas de seu oponente, o tiro pareceu sair pela culatra. Há poucos dias, o ex-governador sulista reuniu a imprensa para mostrar um anúncio no qual acusava Romney de ser desonesto mas, ao mesmo tempo, afirmou que aquela seria a primeira e única chance que todos teriam de ver o comercial, uma vez que ele não seria mais mostrado. A imprensa americana recebeu a artimanha de Huckabee com uma saraivada de críticas, chamando a medida de hipócrita e oportunista.
 
Romney aproveitou o novo fôlego recém-adquirido para tentar conquistar terreno justamente na seara do adversário, a de louvar valores tradicionais e familiares. Em um evento para correligionários realizado nesta quarta-feira, Romney disse se identificar com os princípios louvado pelos moradores de Iowa, como ”o amor à família, o amor aos Estados Unidos e o amor a Deus”. Uma pesquisa realizada pelo jornal Des Moines Register, mostrou que atualmente Huckabee teria 32% da preferência, contra 26% de Romney.
 
Mas somente nesta quinta-feira será possível aferir se os habitantes do Iowa conseguiram vencer sua relutância em apoiar um candidato mórmon, a polêmica religião abraçada pelo ex-governador do Massachusetts.
 
O renascimento de McCain teria se dado pela suposta melhoria da situação no Iraque. Quando toda a oposição democrata e até mesmo muitos dentro do Partido Republicano condenavam o conflito, exigiam a retirada das tropas americanas e criticavam a estratégia do governo dos Estados Unidos, McCain seguia sendo um árduo defensor da manutenção das tropas americanas no país.
 
 Algumas projeções indicam que o senador poderá conquistar o terceiro lugar em Iowa, mesmo tendo feito uma campanha tímida no Estado. Um dos pontos de vista mais impopulares de McCain na visão dos moradores de Iowa é sua crítica à concessão de subsídios, em especial aos destinados ao etanol – o Iowa é o principal produtor do biocombustível.
 
Entre os democratas, a indefinição talvez seja ainda maior. O Des Moines Register aponta que Obama Barack conta com 32% da preferência dos eleitores, seguido por Hillary Clinton, com 25%, contra 24% de John Edwards. 
 
 A rotina intensa deixou marcas ao final da campanha para o caucus. Em um discurso realizado na sede de uma escola secundária de Des Moines, Obama manteve a capacidade de inflamar a multidão, mas demonstrava abatimento e, como ele próprio reconheceu, estava ligeiramente afônico.