‘Spray do amor’ pode chegar ao mercado em três anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 29 de setembro de 2002 as 22:53, por: cdb

Segundo o jornal dominical inglês The Observer, cientistas acabam de criar a poção mágica do amor, capaz de transformar a indiferença de uma mulher em puro interesse sexual.

A reportagem publicada neste domingo revela que pesquisadores testaram positivamente o spray nasal PT-141 que é capaz de fazer com que “mulheres saudáveis e normais” alcancem um alto grau de excitação sexual.

A substância PT-141 é um peptídeo (composto por vários aminoácidos).

Segundo Carl Spana, presidente da empresa Palatin Technologies, de Nova Jersey, nos Estados Unidos, “o ponto crucial em relação ao PT-141 é que ele age diretamente sobre os centros de excitação do cérebro”.

Disfunção

A empresa agora espera que o spray esteja à disposição no mercado dentro de dois ou três anos para ser usado, como Spana enfatizou, por pessoas que tenham problemas sexuais: homens com dificuldades de ereção e mulheres com libido baixa.

Considerando-se que mais de 40% das mulheres sofrem da chamada “disfunção sexual feminina” (interesse em sexo mas dificuldade em alcançar orgasmo), este spray pode ter um mercado vasto enquanto oferece esperança para muitos homens insatisfeitos.

Esta droga pode até provar ser mais popular do que o Viagra que trabalha diretamente na estimulação da circulação do sangue nos órgãos sexuais.

Mas para muitas mulheres, é a falta de libido e não problemas fisiológicos, que estaria por trás da dificuldade em atingir o orgasmo.

Inalação

Inicialmente, o PT-141 foi testado em laboratório com ratas que tiveram multiplicadas suas iniciativas para atrair a atenção do macho na fase que antecede a cópula.

A reportagem sobre a descoberta do “spray do amor”, publicada na primeira página do jornal The Observer, neste domingo, explica que o teste sobre os efeitos da droga reuniu 16 mulheres saudáveis e, para algumas, foi dada a droga, para outras, placebo.

Todas assistiram a vídeos eróticos enquanto medidores registravam a quantidade de sangue que circulava na vagina. O resultado comprova que o PT-141 aumentou a excitação sexual da mulher.

Spana lembrou que o medicamento só pode ser inalado e que isso vai dificultar o uso ilícito da droga, que não poderá ser administrada sem o conhecimento e permissão da mulher, no caso, misturado em bebidas.