Sport e Palmeiras dão o penúltimo passo na Série B

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de novembro de 2003 as 12:13, por: cdb

Sport e Palmeiras esperaram o ano inteiro por este momento. Após 33 jogos disputados, as duas equipes fazem a penúltima partida pela Série B do Brasileiro, neste sábado. O jogo de Garanhuns, que começa às 21h40, é tudo ou nada para o Leão, que não pode perder. Para o Verdão, é a chance de finalmente carimbar a passagem de volta à elite.

A situação alviverde chega a ser tranqüila, mas ainda falta um ponto para a confirmação da vaga. Com dez pontos, a equipe lidera o quadrangular decisivo, e um empate será o bastante para acabar com o sofrimento da torcida e garantir matematicamente o acesso. Se perder, terá que segurar o Botafogo, em São Paulo, na última rodada.

O Rubro-negro não tem a mesma moleza do adversário. Está em terceiro lugar, com quatro pontos, e precisa vencer seus últimos dois jogos para se manter vivo. Ainda assim, terá que torcer para um tropeço do Botafogo contra Marília ou Palmeiras. Se não vencer o jogo deste sábado, só um milagre salva o Leão.

Uma das armas do Sport para bater o Palmeiras e sobreviver será o estado do gramado. Habituados a jogar em Garanhuns pelo Campeonato Pernambucano, os jogadores ainda tiveram a oportunidade de treinar por lá desde quinta-feira, quando saíram de Recife. Não se adaptaram apenas ao campo esburacado, mas também à fraca iluminação do estádio.

Bem diferente dos palmeirenses, que não cansam de criticar a decisão da CBF de levar o jogo para Garanhuns. Na opinião deles, o verdadeiro punido pela troca de local foi o Palmeiras, que jogará numa cidade distante, num estádio sem condições e num campo ruim. O goleiro Marcos foi o centro da discussão, ao chamar o gramado de “pasto” e dizer que o time jogará sob a luz de vaga-lumes.

Só nos desfalques os times se igualam. O Sport não terá os laterais Barão e Ademar e o zagueiro Sílvio Criciúma, suspensos, além do meia Cléber, contundido. Magal está escalado na esquerda, enquanto Carlinhos segue do lado direito. Marcão assume a zaga ao lado de Gaúcho, com Bebeto Campos e Fernando César na briga por uma vaga no meio.

No Verdão, o volante Marcinho, suspenso, e o zagueiro Daniel, contundido, estão fora de ação. O goleiro Marcos ainda não está recuperado de contusão no joelho, mas é presença certa. Adaõzinho, no meio-campo, e Gláuber, na defesa, têm presença certa.

SPORT X PALMEIRAS

Data: 22/11 (sábado)
Horário: 21h40
Local: Gigante do Agreste, em Garanhuns
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Roberto Braatz (PR) e Gilson Bento Coutinho (PR)

Sport
Maizena, Carlinhos, Gaúcho, Marcão e Magal; Ataliba, Bebeto Campos (Fernando César), Vágner Mancini e Nildo; Ricardinho e Valdir Papel.
Técnico: Hélio dos Anjos

Palmeiras
Marcos, Baiano, Gláuber, Leonardo e Lúcio; Adãozinho, Magrão, Élcio e Diego Souza; Edmílson e Vágner Love.
Técnico: Jair Picerni