SP: manifestantes interditam rodovias contra o impeachment

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 28 de abril de 2016 as 10:30, por: cdb

Os atos foram em protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. “O nosso objetivo é dizer não ao golpe e defender o direito à moradia”

Por Redação, com ABr – de São Paulo:

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) promoveram vários bloqueios ao tráfego de veículos em vias de grande circulação na capital paulista e também em rodovias de Estado, totalizando 11 pontos. Por volta das 9h25, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava apenas um em andamento com a interdição de ambos os sentidos da Avenida Giovanni Gronchi, altura do número 6.500, no bairro do Morumbi, Zona Sul da cidade.

Os atos foram em protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff
Os atos foram em protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff

Os atos foram em protesto contra o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. “O nosso objetivo é dizer não ao golpe e defender o direito à moradia”, justificou Naidê Barreto, uma das coordenadoras do MTST, à frente do ato que durou cerca de uma hora na marginal Pinheiros, próximo à Ponte do Socorro, na Zona Sul.

Às 8h, a CET registrou 156 km de vias com lentidão na região do centro expandido, entre as marginais Tietê e Pinheiros e a região central. De acordo com a Polícia Militar, apesar dos transtornos à população, as manifestações foram pacíficas.

As pistas da rodovia Régis Bitencourt, tanto em direção a Curitiba quanto no sentido São Paulo, ficaram interditadas por 45 minutos e foram liberadas pouco depois das 8h30. Os manifestantes tinham promovido bloqueios em dois pontos dessa estrada: na região de Embu das Artes, altura do km 279, chegando a formar fila de retenção de veículos por cinco quilômetros e também na região de Taboão da Serra.

Outra interdição ocorreu na Rodovia Anhanguera, próximo à cidade de Sumaré, no sentido interior. Segundo a concessionária do Sistema Anhanguera/Bandeirantes, essa via foi liberada por volta das 8h e chegou a registrar congestionamento por cerca de dois quilômetros.

A Rodovia Anchieta ficou interditada das 7h20 às 8h com bloqueio na altura de São Bernardo do Campo e às 8h apresentava lentidão entre os kms 26 e 23, rumo à capital paulista. Houve ainda interdição das marginais Tietê, próximo à ponte da Casa Verde, e também em várias vias da Zona Leste, entre elas a rua Dr. Luiz Ayres.