SP: Governo do Estado e Prefeitura brigam por serviços de água e esgoto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de novembro de 2003 as 20:06, por: cdb

A Procuradoria Geral do Estado vai ingressar na semana que vem com ação de inconstitucionalidade contra a lei sancionada pela prefeita Marta Suplicy, que transforma a prefeitura em poder concedente para os serviços de água e esgoto na cidade.

O governo do estado não abre mão de continuar à frente do abastecimento. Na capital, os vazamentos fazem perder 15% da água tratada pela Sabesp, empresa do governo do estado.

– Não queremos mandar, nem queremos que a Sabesp saia. Queremos ser parceiros. A Sabesp arrecada 60% dos recursos na cidade de São Paulo. Por isso, queremos opinar que investimentos são prioritários – disse Marta Suplicy.

O governador Geraldo Alckmin argumentou que água tratada e esgoto tem que ser vistos como questão metropolitana.

– Tanto é que não é por acaso que a Prefeitura nunca operou o serviço de água e esgoto e o estado opera há 128 anos – disse Alckmin.