Soldados israelenses atacam campo de refugiados em Gaza

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 6 de março de 2003 as 08:13, por: cdb

Tropas israelenses atacaram na madrugada desta quinta-feira um campo de refugiados na faixa de Gaza, matando 11 palestinos e deixando dezenas de outros feridos.

Após o confronto com os palestinos, os soldados deixaram o local. De acordo com o Exército de Israel, a operação faz parte de uma ofensiva contra o grupo militante Hamas. O ataque acontece um dia após as mortes de 15 pessoas em um atentado suicida contra um ônibus na cidade de Haifa, no norte de Israel.

Nesta quarta-feira, a explosão de um homem-bomba palestino dentro de um ônibus na cidade de Haifa deixou 15 israelenses mortos e 40 feridos (dez deles em estado grave). O autor do atentado também morreu.

O atentado de Haifa ocorreu quando o ônibus deixava o terminal em uma das mais importantes avenidas da cidade, a Moriah Boulevard, na entrada do bairro de Carmeliya.

O autor do atentado, identificado como Mahmud Hamdan Salim Qawasmi, 20, morador de Hebron (Cisjordânia), estava sentado no fundo do ônibus, quando detonou os explosivos que levava presos ao corpo, segundo a polícia israelense.

O último incidente desse tipo ocorreu há dois meses. No dia 5 de janeiro, um duplo atentado suicida matou 23 pessoas e deixou mais de cem feridas no centro de Tel Aviv. Na época, dois terroristas palestinos detonaram explosivos presos a seus corpos em um intervalo inferior a um minuto e a apenas 150 metros de distância.