Soldados dos EUA contraem leishmaniose no Iraque

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 7 de dezembro de 2003 as 15:06, por: cdb

As baixas quase diárias dos Estados Unidos no Iraque, mais de 190 desde que o presidente George W. Bush anunciou o fim dos grandes combates, em primeiro de maio, se somam agora à infecção de centenas de soldados por um parasita.

O parasita, conhecido como “leishmaniasis”, por causa de seu descobridor W.B. Leishman, se espalhou por mais de 88 países e causa principalmente feridas na pele. Seu tipo mais grave é potencialmente fatal e pode causar milhares de mortes, segundo os especialistas em dermatologia.

Médicos da Marinha americana souberam este fim de semana que centenas de militares americanos em solo iraquiano estão com infecções cutâneas cujas conseqüências a longo prazo ainda são desconhecidas.