Soldados brasileiros treinam para nova missão em Timor Leste

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de maio de 2002 as 00:19, por: cdb

Um grupo de 70 militares do estado do Rio Grande do Sul embarcará em junho para Timor Leste, onde participará da missão que as Nações Unidas realizam no país nascente, que declarará formalmente sua independência em 20 de maio, quando o presidente eleito, José Alexandre Xanana Gusmão, tomará posse. Os militares estão realizando treinamentos no município gaúcho de Butiá, a 82 quilômetros de Porto Alegre.

Os exercícios – que incluem enfrentamento de incidentes de surpresa e simulação de operações de risco, como escolta de refugiados e defesa contra potenciais investidas de milícias armadas – são organizados por uma equipe de coordenação formada por militares que integraram a primeira missão em Timor, entre março e setembro de 2000.

“Faremos a vistoria e o controle dos postos de fronteira. Alguns timorenses que retornam a seu território carregam consigo os corpos em decomposição de seus familiares, mortos em Timor Oeste – salienta o comandante do pelotão que atuará no posto fronteiriço de Batugadê, capitão Sandro Peres Zanetti, de 31 anos. Outro pelotão, chefiado pelo capitão Luciano da Silva Colares, de 32 anos, ficará em Dili, a capital.

Os militares gaúchos embarcam para Timor Leste em 16 de junho, em substituição ao grupamento do Distrito Federal que se encontra naquela região. Dessa vez, serão 51 homens do 3º Batalhão de Polícia do Exército (PE) de Porto Alegre e outros 19 do 19º Batalhão de Infantaria Motorizada, de São Leopoldo.