Só este ano, quase 1,5 mil pessoas foram seqüestradas na Colômbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de setembro de 2003 as 20:13, por: cdb

Das 1.481 pessoas seqüestradas este ano na Colômbia, 22 são estrangeiras, delas, oito foram feitas reféns no norte do país no último fim de semana, segundo um relatório do Exército divulgado nesta terça-feira.

– Nos dois últimos anos, uma média de dois estrangeiros são seqüestrados por mês em diferentes lugares do território nacional – por guerrilhas das Farc, do ELN e criminosos comuns, segundo o relatório.

A central de estatísticas da direção militar de luta contra o seqüestro mostra que um total de 22 estrangeiros foi seqüestrado nos primeiros nove meses deste ano, principalmente americanos, israelenses e britânicos, com quatro casos cada um.

À lista se somam alemães, cubanos, espanhóis, franceses, italianos, libaneses, mexicanos, peruanos, suíços e venezuelanos, com um caso cada, acrescenta um documento divulgado pela Agência de Notícias do Exército (ANE).

O relatório das fontes militares acrescenta que a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) é responsável por 15 desses seqüestros de estrangeiros. Criminosos comuns cometeram três seqüestros de estrangeiros e o Exército de Libertação Nacional (ELN), dois. As autoridades ainda não descobriram os responsáveis pelos outros dois casos.

De acordo com o relatório militar, “a situação atual das vítimas é desanimadora” pois, “do total de cidadãos estrangeiros seqüestrados, doze permanecem em poder de seus seqüestradores, seis foram libertados, três retomaram a liberdade por ação direta dos militares e um fugiu”. O documento também afirma que o “departamento de Magdalena (norte) é onde mais aconteceram seqüestros de estrangeiros, com oito casos”.

Foi em Serra Nevada de Santa Marta, em Magdalena, que ocorreu o seqüestro de oito estrangeiros no fim de semana passado, aparentemente pelas Farc. Entre janeiro e meados de setembro do ano passado “aconteceu o seqüestro de 27 cidadãos estrangeiros”, acrescenta o estudo.

Destes, 13 foram seqüestrados pelas Farc, 10 por criminosos comuns. As autodefesas (paramilitares), o ELN e o ERG (Exército Revolucionário Guevarista, dissidência de ELN) são responsáveis por um seqüestro, cada. O outro caso ainda não foi esclarecido pelas autoridades.