Sibutramina passa por nova análise da Anvisa ainda este mês e tende a ser liberada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 2 de janeiro de 2013 as 09:33, por: cdb
Atualizado em 14/11/16 21:51
A sibutramina ajuda na perda de massa corporal durante tratamentos para obesidade
A sibutramina ajuda na perda de massa corporal durante tratamentos para obesidade

A sibutramina, princípio ativo de uma série de medicamentos para ajudar na redução de peso, foi alvo de novas análises da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A agência comunicou aos farmacêuticos e à indústria, nesta quarta-feira, que pretende publicar ainda este mês uma nova análise sobre o uso do produto no mercado interno.

Analistas ouvidos pelo Correio do Brasil acreditam que a Anvisa voltará a liberar o uso do medicamento em território nacionalEm 2011, foram banidos das farmácias os emagrecedores à base de anfepramona, femproporex e mazindol, os chamados anfetamínicos. Já a sibutramina permaneceu liberada, mas com restrições. Pacientes e médicos precisavam assinar um termo de responsabilidade, apresentado junto com a receita, no momento da compra. Profissionais de saúde também foram obrigados a informar à Anvisa problemas apresentados pelos pacientes.

A proposta inicial dos técnicos da agência era de proibir também o medicamento no país, pois estudos internacionais indicam que o uso da substância amplia riscos de problemas cardiovasculares e de alterações no sistema nervoso central. Mas, após nove meses de debate, a equipe técnica mudou de posição e, no último relatório, defendeu a permanência do uso e da venda do remédio no Brasil. Muitos médicos endocrinologistas brasileiros publicaram artigos nos quais defendiam o uso da substância.

Segundo estudo da Anvisa, a sibutramina ajuda o paciente a perder, no mínimo, 2 quilos de massa corporal em um período de quatro semanas. O tratamento é indicado para quem tem Índice de Massa Corporal (IMC) igual ou acima de 30 e não sofre de doença cardíaca. O prazo máximo de utilização do remédio é dois anos.