Setor de confecções de moda íntima cresce 21,4% em um ano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de abril de 2003 as 16:29, por: cdb

O setor de confecções de moda íntima de Nova Friburgo apresentou crescimento de 21,4% entre 2001 e 2002, superando em termos percentuais a indústria do petróleo, cujo aumento no período foi de 15,2%.

A informação consta de estudo do Centro de Informações e Dados do Estado do Rio de Janeiro, citado nesta quinta-feira, no Rio, pelo Presidente da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, na solenidade de lançamento da XI Feira de Lingerie de Nova Friburgo, que ocorrerá em junho próximo, naquele município fluminense.

Os dois segmentos proporcionaram aumento de 5,1% no PIB em 2002 do estado, acima do índice nacional, de 1,5%. Nos próximos dois anos, o pólo de Friburgo receberá investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento da ordem de US$ 2 milhões que serão aplicados em programas de capacitação, tecnologia, design e educação, informou o diretor-superintendente do Serviço de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae/RJ), Paulo Maurício Castelo Branco. O BID escolheu o pólo por ser um dos três projetos brasileiros que servem de referência internacional da atuação dos chamados arranjos produtivos locais.