SETE IMIGRANTES MEXICANOS DESAPARECEM A CAMINHO DOS EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de setembro de 2011 as 09:30, por: cdb

CIDADE DO MÉXICO, 22 SET (ANSA) – Ao menos sete mexicanos desapareceram enquanto realizavam uma travessia entre o estado de Nuevo Leon, no norte do México, para os Estados Unidos, segundo informações de um porta-voz do governo local.
   
Os imigrantes, que saíram do estado de Guanajuto, no centro do país, podem ter sido “sequestrados por integrantes de um grupo armado” que abordou um ônibus e levou os que nele viajavam, informou o subprocurador geral de Justiça da cidade de Celaya, nesse mesmo estado, Armando Amaro.
   
Ele indicou que o grupo armado assaltou o ônibus na altura da cidade de Treviño, em Nuevo Leon, e levou os sequestrados para a mesma cidade.
   
De acordo com o jornal mexicano El Universo, o desaparecimento foi denunciado pelos parentes das vítimas na segunda-feira ao Ministério Público.
   
Segundo os familiares, os desaparecidos saíram de Celaya na noite de 14 de setembro “com destino a Monterrey”, onde iriam “tomar outro ônibus que os levaria até a fronteira” do estado de Tamaulipas “para cruzarem para os Estados Unidos”.
   
O último desaparecimento em massa de cidadãos de Guanajuto ocorre em março, quando a Procuradoria de Nuevo Leon recebeu a denúncia do sumiço de 62 pessoas na altura da cidade de San Fernando, no estado de Tamaulipas, cidade em que, no ano passado, ocorreu o massacre dos 72 imigrantes latino-americanos pelo cartel Los Zetas.
   
O desaparecimento de imigrantes ilegais do continente que tentam cruzar o território mexicano em direção os Estados Unidos e acabam sendo vítimas dos cartéis de narcotráfico tem se tornado uma outra preocupação para a segurança do país.
   
No ano passado, a Comissão Nacional de Direitos Humanos (CNDH) do México informou que entre abril e setembro de 2010, mais de 10 mil imigrantes clandestinos teriam sido sequestrados. O governo, por sua vez, nega os dados. (ANSA)