Sete fabricantes de bebida são alvo de processo nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de novembro de 2003 as 17:15, por: cdb

Alguns dos maiores fabricantes de bebidas alcoólicas do mundo estão sendo alvo de um processo nos Estados Unidos, aberto a partir de ações de pais preocupados com propagandas do setor voltadas para adolescentes.

Bacardi, Heineken e Coors estão entre as sete empresas envolvidas no processo. Elas são acusadas de deliberadamente concentrar sua propaganda em jovens.

As empresas, que produzem bebidas como Bacardi Breezer, a cerveja Guiness e a vodca Smirnoff, negam as acusações.

Grupos da área de saúde estabelecem um vínculo entre o consumo de álcool por menores a uma estratégia de marketing agressiva por parte dos fabricantes.

Chances de sucesso

Os analistas são cuidadosos, senão céticos, a respeito das chances de o processo ser bem-sucedido.

No início do ano, um juiz americano rejeitou, por exemplo, uma ação que argumentava que a cadeia de fast food McDonald’s havia contribuído para a obesidade de crianças, ao esconder os riscos de saúde apresentados pela comida da rede.

Além disso, o Comitê Federal de Comércio dos Estados Unidos disse, em um relatório de setembro, que “não havia encontrado provas de que (o marketing desse) segmento do mercado de bebidas estava se concentrando em menores”.

Em relação à Europa, a preocupação dessas empresas é que a União Européia (UE) passe a tratar as bebidas alcoólicas como o cigarro, limitando a veiculação de propagandas e determinando que as garrafas tragam advertências dos riscos oferecidos pelo álcool à saúde.