Sesma articula com Estado atendimento a pacientes com transtornos mentais de Icoaraci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 15:10, por: cdb

Texto: Aniza Nobre

Para articular o serviço de saúde da atenção básica, média e alta complexidade aos pacientes com transtornos mentais severos e persistentes, em regime de tratamento semi-intensivo e ambulatorial no Distrito de Icoaraci, representantes da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) reuniram-se com a 3ª Promotora de Justiça Cível de Icoaraci, Mirna Gouveia dos Santos, e um representante da Referência Técnica Estadual em Saúde Mental, no último dia 27, data em que a Sesma encaminhou um ofício ao secretário de estado de saúde pública, Hélio Franco, solicitando que a avaliação psiquiátrica aos pacientes fosse realizada no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Icoaraci, que atende de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde.

No ofício, a secretária municipal de saúde, Sylvia Santos, considera que o Caps é o único espaço que assegura o acesso à assistência em saúde mental no território de Icoaraci e que encontra-se sob a gestão estadual. “Solicitamos que o atendimento aos usuários do distrito seja realizado no local, em conformidade com as diretrizes da Política Nacional de Saúde Mental”, finaliza o documento enviado pela Sesma.

Somente na Unidade Municipal de Saúde (UMS) de Icoaraci são cadastrados 1.296 pacientes com transtornos mentais e por mês, atende uma média de mil pacientes no Programa de Saúde Mental do município. “Os pacientes cadastrados na UMS são atendidos por uma médica psiquiatra e uma equipe ambulatorial, além da entrega da medicação apropriada para cada tipo de paciente. Existem casos de pacientes que recebem também atendimento especializado de hipertensão, diabetes, saúde da mulher, da criança, entre outros, dentro da nossa UMS”, explicou Ana Ruth Maia, diretora da unidade.