Servidores da UFRJ decidem manter greve

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de agosto de 2015 as 12:12, por: cdb

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro:

Os funcionários técnico-administrativos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram em assembleia manter a greve, iniciada há quase três meses, no dia 29 de maio. A assembleia deliberou ainda que não fará as matrículas presenciais do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), seguindo o proposto pelo Comando Nacional de Greve.

Os funcionários técnico-administrativos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram em assembleia manter a greve
Os funcionários técnico-administrativos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiram em assembleia manter a greve

Apesar do fim da paralisação dos professores, a reitoria da universidade reiterou que seguirá a Resolução 07/2015 do Conselho Universitário (Consuni), com a retomada dos atos acadêmicos e administrativos referentes ao segundo semestre deste ano apenas após o fim das greves.

Com relação ao calendário acadêmico, o Conselho de Ensino de Graduação, responsável pelos ajustes no calendário, dese se reunir nesta quarta-feira para discutir os rumos do semestre letivo na universidade.

O coordenador-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFRJ (Sintufrj), Celso Procópio, disse que apesar do fim da paralisação dos professores, decidida na última sexta-feira, a greve dos funcionários continua. “A nossa avaliação é que a greve está forte, mesmo com essa resistência do governo para negociar. É uma greve bem unificada”. A entidade estima que 100% dos trabalhadores tenham aderido à paralisação.