Sérgio Cabral exonera porta-voz da PM

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 23 de outubro de 2009 as 12:21, por: cdb

O governador Sérgio Cabral exonerou nesta sexta-feira o relações-públicas da Polícia Militar do Rio, major Oderlei Santos. Oderlei afirmou em entrevista à imprensa nesta quinta-feira que os policiais que liberaram os assassinos do líder do Afroreggae, Evandro João da Silva, ainda não poderiam ser chamados de criminosos e que a PM estava investigando “desvio de conduta”.

Segundo Cabral, o porta-voz da instituição se portou como “advogado dos policiais” e, por isso, deu a ordem de demissão. Ainda de acordo com o governador do Rio, um policial que comete um ato ilícito é duplamente criminoso e afirmou que há registros que mostram o desvio de conduta dos agentes.

Na quinta-feira a Polícia Civil divulgou o retrato-falado de um dos suspeitos de terem matado na madrugada do último domingo Evandro João da Silva, de 42 anos, um dos coordenadores do AfroReggae. Na ocasião, dois homens renderam Evandro na Rua do Carmo, esquina com a Rua do Ouvidor, no Centro, e o balearam depois que ele reagiu.

De acordo com imagens feitas por câmeras de segurança, logo após o crime dois policiais teriam interpelado os criminosos, deixando-os fugir em seguida. Além disso, os agentes não prestaram socorro à vítima.