Serena vence Elena Vesnina em torneio de Wimbledon

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de julho de 2016 as 14:09, por: cdb

Serena pode enfrentar sua irmã mais velha, Venus Williams, também pela nona vez em uma final de Grand Slam caso Venus derrote a alemã Angelique Kerber na outra semifinal

Por Redação, com Reuters – de Londres:

 

A tenista norte-americana Serena Williams não teve problemas em se impor sobre a russa Elena Vesnina nesta quinta-feira e fechou o placar em 6-2, 6-0 para chegar à sua nona final no torneio de Wimbledon.

A defensora do título e primeira cabeça de chave dominou a partida e conseguiu uma vitória tranquila sobre a número 50 do ranking mundial em meros 49 minutos.

A tenista norte-americana Serena Williams não teve problemas em se impor sobre a russa Elena Vesnina
A tenista norte-americana Serena Williams não teve problemas em se impor sobre a russa Elena Vesnina

Serena pode enfrentar sua irmã mais velha, Venus Williams, também pela nona vez em uma final de Grand Slam caso Venus derrote a alemã Angelique Kerber na outra semifinal.

– Nunca é fácil estar aqui e ter que lutar a cada momento – disse a tenista de 34 anos, que só perdeu três pontos no saque, em entrevista na quadra após a partida.

– É estranho, não consigo acreditar que estou na final outra vez. Estou com zero a dois (em finais de Grand Slam) neste ano, então quero conseguir pelo menos uma – acrescentou.

Uma vitória no sábado permitiria à número um do mundo igualar o recorde 22 títulos de Grand Slam da colega aposentada Steffi Graf.

Roger Federer

O tenista suíço Roger Federer deixou seu exército de fãs sob tensão por quatro sets antes de manter viva sua campanha pelo oitavo título de Wimbledon, o que seria um recorde, com uma vitória por 6-7(4), 4-6, 6-3, 7-6(9) e 6-3 sobre Marin Cilic nas quartas de final do torneio, na quarta-feira.

A surpreendente eliminação de Novak Djokovic na terceira rodada do torneio aumentou as esperanças de que esta seja a semana em que o suíço finalmente encerrará a busca por seu 18º título de Grand Slam, que já dura quatro anos, já que o tenista sérvio foi o único a derrotar Federer nos principais torneios do circuito no último ano.

No entanto, todas essas expectativas pareciam estar indo por água abaixo no torneio londrino, uma vez que Cilic chegou a ficar a um ponto da vitória, não somente uma, nem duas, mas três vezes em um vibrante quarto set que deixou todos os espectadores prestes a levantar de suas cadeiras.

Três ótimos saques mantiveram Federer vivo e então ele produziu o tipo de performance e de golpes que fizeram dele o homem mais bem-sucedido da história do tênis para vencer o tiebreak por 11-9.

Um ace em seu primeiro match point encerrou a partida e levou Federer para sua 11ª semifinal de Wimbledon, a 40ª em torneios de Grand Slam.

Ele enfrentará um outro grande sacador, o canadense Milos Raonic, por uma vaga na final de domingo.