Seqüência de tornados deixa 42 mortos em 6 dias nos EUA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 10 de maio de 2003 as 16:34, por: cdb

A atual onda de tornados que atinge os Estados Unidos já é uma das mais intensas da história do país. Segundo meteorologistas, cerca de 300 tornados sacudiram o centro e o sul do país desde o início do mês, deixando pelo menos 42 mortos e centenas de feridos. Esse número já se aproxima do recorde registado em maio de 1995, quando foram registrados 408 tornados.

Uma sequência normal de tornados dura entre dois e três dias, mas a atual já tem durado o dobro, segundo o meteorologista Dan McCarthy, do serviço de Oklahoma.

– Esta tem sido uma série de cinco sistemas de tormentas que se movem em uma mesma zona. Tem sido um atrás do outro nos últimos seis dias – afirmou.

O último dessa larga série foi um poderoso tornado que atingiu na última sexta-feira (9) as proximidades de Oklahoma, em uma região que já havia sido devastada no dia anterior. O presidente George W. Bush declarou partes do Estado como zona de desastre, para que sejam destinados recursos federais para ajudar nos reparos.

Os danos causados pelos ventos fortes estão estimados em US$ 425 milhões, mas podem chegar a US$ 650 milhões, segundo empresas de seguros.

Outras regiões dos Estados do Missouri, Kansas e Tennessee já haviam sido declaradas como zona de desastre. O serviço meteorológico também já emitiu alertas de tempestades em Indiana e Ilinóis.

Os tornados costumam aparecer entre março e maio. A série que causou mais mortes na história dos Estados Unidos ocorreu no dia 18 de março de 1925, quando morreram 689 pessoas, em Missouri, Ilinóis e Indiana. A maior sequência foi registrada em abril de 1974, quando 148 tornados atingiram 11 Estados e mataram 315 pessoas.