Senadores discutem inclusão de temas contemporâneos em livros didáticos 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 31 de maio de 2011 as 11:10, por: cdb

As últimas participações de senadores no debate com o ministro da Educação, Fernando Haddad, abordaram as implicações de inclusão de temas contemporâneos em livros didáticos usados no ensino da História. Para Wellington Dias (PT-PI), Walter Pinheiro (PT-BA) e João Pedro (PT-AM), grande parte das críticas sobre a politização dos livros didáticos se deve ao pouco distanciamento dos fatos citados nos livros.

Para Wellington Dias, livros didáticos adotados pelo MEC mostram não apenas aspectos positivos do governo Lula, mas também problemas durante sua gestão, como o enfrentamento de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) no Congresso. Já Walter Pinheiro (PT-BA) disse ser inadequado “medir” o espaço dado a um ou a outro governo nos materiais didáticos.

Ao comentar o assunto, Cristovam Buarque (PDT-DF) considerou que o ensino de História difere da discussão de temas contemporâneos.

– Lula e Fernando Henrique ainda não são personagens históricos, mas personagens políticos – disse, ao ressaltar que a construção de fatos históricos sobre os dois ex-presidentes será feita pelas futuras gerações de historiadores.

Ao fazer suas considerações finais, Haddad disse considerar importante que os livros abordem temas contemporâneos.

– Se o livro não fizer, o professor fará – disse.

A audiência com o ministro foi realizada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Mais informações a seguir

Da Redação / Agência Senado