Senado aprova PEC paralela e discussões podem adiar votação da Previdência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de novembro de 2003 as 14:40, por: cdb

O plenário do Senado aprovou no início da tarde desta quarta-feira, na sessão que aprecia a reforma da Previdência, requerimento da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que agrupa as emendas apresentadas ao texto principal da reforma, aprovada na Câmara, em uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) paralela. O requerimento aprovado garante urgência no encaminhamento da PEC paralela no Senado e foi aprovado por 50 votos favoráveis e 30 contrários. A votação foi realizada por maioria simples, por tratar-se de um requerimento.

Nesta fase da sessão, cada senador teve o direito regimental de falar por cinco minutos para opinar a respeito da PEC principal. De acordo com o líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante, a conclusão da votação dependerá do número de inscritos para falar em plenário. “Se o número de inscritos for muito grande, vamos votar apertado. Neste caso, talvez seja melhor deixar para amanhã”. Por outro lado, o líder afirmou que está otimista e espera concluir a votação do texto principal hoje, para que depois sejam votados os destaques.