Sem acordo, greve dos bancários continua

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de outubro de 2004 as 11:35, por: cdb

A greve dos bancários continua nesta segunda-feira e completa 20 dias de paralisação. Em assembléia realizada na última sexta-feira em São Paulo, a categoria decidiu manter o movimento por tempo indeterminado. Nesta segunda, às 16h, os bancários voltam a se reunir no centro da capital paulista em nova assembléia.

Apesar da greve, os aposentados que recebem os benefícios hoje não devem ter problema para sacar os recursos. Na sexta-feira, quando começou o pagamento aos aposentados e pensionistas do INSS, a greve não prejudicou o atendimento, segundo o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região e a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban).

Os cerca de 22,8 milhões de beneficiários do INSS recebem suas pensões e aposentadorias nos primeiros cinco dias úteis de cada mês. Segundo a Febraban, os pensionistas contam com uma rede de 15 instituições privadas, quatro bancos públicos federais e dez bancos públicos estaduais.

Para tentar acabar com o impasse, na quinta-feira da semana passada, os bancários paulistas decidiram baixar a reivindicação de reajuste salarial de 25 para 19%. A nova proposta, no entanto, foi rejeitada pelos banqueiros, que mantêm a oferta de 8,5% de aumento.