Seleção sub-20 admite que faltou capricho nos pênaltis

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 17 de outubro de 2009 as 11:08, por: cdb

A seleção brasileira sub-20 perdeu para Gana (4 a 3 nos pênaltis) nesta sexta-feira (16) e deixou escapar a chance de chegar ao pentacampeonato mundial da categoria. Os jogadores Maicon, do Fluminense, e Souza e Alex Teixeira, do Vasco, perderam suas cobranças. A equipe brasileira teve mais posse de bola e iniciativa durante toda a partida, mas não conseguiu chegar ao gol.

O Brasil assustou Gana pela primeira vez aos 10 minutos. Giuliano bateu falta fechada e Paulo Henrique quase alcançou de cabeça. A partir daí, a equipe brasileira tomou conta do jogo, e Gana tentava chegar nos contra-ataques. Aos 36, quando a partida estava mais equilibrada, o zagueiro ganês Daniel Addo foi expulso, após entrada por trás em Alex Teixeira. Logo depois, aos 39, Alan Kardec recebeu na área e quase marcou, mas a bola foi para fora.

O Brasil voltou do vestiário disposto a levar mais perigo à zaga de Gana. Aos seis minutos, Diogo foi ao fundo e cruzou para Giuliano. O meia do Internacional cabeceou forte em direção ao gol, mas a zaga tirou. Apesar da maior posse de bola e da pressão, a seleção brasileira não levava perigo efetivo ao adversário. A melhor chance do segundo tempo aconteceu aos 24 minutos, quando Douglas Costa cruzou e Alan Kardec cabeceou para fora. Com o 0 a 0 persistindo, a partida foi para prorrogação.

Aos cinco minutos da prorrogação, um lance inacreditável. Alex Teixeira fez ótima jogada pela esquerda e cruzou para Alan Kardec. O atacante, sozinho, errou o domínio, e a bola sobrou para Maicon, que, cara a cara com o goleiro, chutou para boa defesa de Agyei. Aos nove, Douglas Costa, que entrou bem, chutou a bola rente a trave.

Aos 21, Welligton Júnior, já dentro da área, cortou o zagueiro e chutou no canto para mais uma boa defesa do goleiro de Gana. Depois deste lance, o jogo se arrastou até o apito final, que levou a decisão para os pênaltis.

A primeira cobrança foi brasileira. Alan Kardec bateu no canto e colocou o Brasil na frente. Depois, todos os cobradores fizeram até o terceiro pênalti de Gana, que foi defendido por Rafael. Só que Souza desperdiçou a chance de pôr o Brasil em vantagem ao chutar para a defesa de Agyei.

Aí Rafael resolveu aparecer de novo. O goleiro do Grêmio pegou a cobrança de Addae e deu ao Brasil a chance de ser campeão mundial caso convertesse a pênalti seguinte. O atacante tricolor Maicon colocou a bola na marca da cal, com carinho, mas chutou por cima. Na seqüência, Gana chegou ao empate. Na sexta cobrança brasileira, Alex Teixeira cobrou fraco e o goleiro ganês pegou outra. Aí, Badu converteu a cobrança derradeira e deu o primeiro título mundial da categoria a Gana.