Seleção portuguesa chega a Lisboa e desfila em carro aberto

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 11 de julho de 2016 as 09:41, por: cdb

 

O gol da vitória saiu aos 109 minutos de jogo, na prorrogação, sendo feito pelo atacante Éder, um jogador que vinha sendo muito criticado em Portugal

 

Por Redação, com agências internacionais – de Lisboa:

 

Em clima de festa, a Seleção Portuguesa de futebol chegou nesta segunda-feira a Lisboa, com a taça de campeã da Eurocopa. Pela primeira vez na história, Portugal conquistou o certame ao vencer, no domingo, a França por 1 a 0, no Stade de France, em Saint-Denis, na França, na prorrogação de um jogo emocionante. A equipe desfilou em carro aberto pela capital portuguesa.

Seleção de Portugal no voo que a levou de Paris a Lisboa. A equipe derrotou a França por 1 a 0 e conquistou pela primeira vez o título de campeã da Eurocopa 2016
Seleção de Portugal no voo que a levou de Paris a Lisboa. A equipe derrotou a França por 1 a 0 e conquistou pela primeira vez o título de campeã da Eurocopa 2016

Logo no início da partida, Cristiano Ronaldo, capitão da seleção portuguesa e também eleito o melhor jogador do mundo em 2015, sofreu uma falta, se contundiu e teve que deixar o campo.

O gol da vitória saiu aos 109 minutos de jogo, na prorrogação, sendo feito pelo atacante Éder, um jogador que vinha sendo muito criticado em Portugal.

Em 2004, Portugal sediou a Eurocopa e chegou à final, mas perdeu o título para a Grécia por 1 a 0.

Após a vitória de Portugal, milhares de torcedores tomaram as ruas de Lisboa para comemorar. Fogos de artifício, buzinaços e gritos de “somos campeões” marcaram a madrugada. Em Lisboa, a Praça Marquês de Pombal ficou completamente tomada por torcedores.

O presidente Marcelo Rebelo de Sousa anunciou que vai homenagear os jogadores da seleção com o grau de comendadores da Ordem do Mérito. Ainda não há confirmação sobre a data da condecoração.

Cristiano Ronaldo

Ele ganhou todas as competições com clubes e foi eleito três vezes o melhor jogador do mundo, mas Cristiano Ronaldo celebrou no domingo um título inédito: com lágrimas de alegria, ele levantou o primeiro título europeu de Portugal.

Duas horas antes, havia lágrimas bem diferentes no rosto do jogador, que foi retirado de campo em uma maca por uma lesão no joelho, aos 25 minutos do primeiro tempo da final disputada no Stade de France, perto de Paris.

O triunfo português, graças ao gol de Éder no segundo tempo da prorrogação, é o primeiro grande título do país e irá aliviar as memórias da dolorosa derrota para a Grécia na final da Euro 2004, em Lisboa.

Ronaldo, à época com 19 anos e jogando como ponta, esperava desde então pela chance de apagar os erros do passado.

– Estou muito feliz. Buscava há muito tempo por isto, desde 2004. Agradeci a deus por outra chance, porque merecíamos – disse a repórteres.

– Hoje fui infeliz, me lesionei, mas sempre acreditei que estes jogadores, juntos com a estratégia, seriam fortes para derrotar a França – acrescentou o atacante do Real Madrid.

– Hoje é um dos momentos mais felizes da minha carreira, sempre disse que queria ganhar algo por Portugal. Para mim, este é um momento único para todos os portugueses – acrescentou.

A carreira de Cristiano é uma gigante combinação de brilhantismo individual, grandes sucessos com clubes e comparações constantes com o atacante do Barcelona Lionel Messi.