Seleção masculina de handebol tem nova convocação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de novembro de 2003 as 18:52, por: cdb

O técnico da Seleção masculina de handebol, Alberto Rigolo, teve que fazer uma nova convocação para o Campeonato Sul-americano, que acontece entre os dias 17 e 21 de novembro em Mar del Plata, na Argentina.

Nove atletas foram substituídos, pois não foram liberados pelos seus times (Pinheiros, São Caetano e Unifil Londrina), que disputam as semifinais da Liga Nacional.

– Não queremos discutir os motivos nem criar polêmica. Isto mexeu com o nosso planejamento, mas não mudou o objetivo, que é buscar o título do Sul-americano.A convocação inicial procurou mexer o menos possível com os clubes – afirmou o treinador.

Com o imprevisto, Rigolo preferiu priorizar o entrosamento dos atletas, usando a base do elenco do São Bernardo, do qual também é técnico.

– Enquanto perdemos no aspecto individual, por não podermos contar com atletas em momentos melhores, ganhamos no conjunto, no tempo de bola e no conceito tático – comparou o técnico.

A nova lista passa a ter outros quatro jogadores que fizeram parte da conquista do ouro do Pan: o central Alexandre Folhas, o pivô Daniel Baldacin e os ponta-esquerda Helinho e Jair Henrique Alves Júnior.

O pivô Jardel Pizzinatto, que estava na lista inicial e atuou em Santo Domingo, joga no Pinheiros, assim como o central Bruno Felipe de Santana, capitão da Seleção júnior, e o goleiro Luiz do Nascimento.

Os outros atletas que não foram liberados são o goleiro Jaime Souza Torres, o central Marcos Antonio Cezar e o ponta-direita Fernando Pacheco Filho, os três do São Caetano; além do armador-direito Edinaldo Rodrigues da Silva, do armador-esquerdo Carlos Firmo Batista dos Santos e o pivô Alexandre Rodrigues da Silva, do Unifil Londrina.

Apesar dos desfalques, a Seleção se apresentou nesta quinta-feira no ginásio Baetão, em São Bernardo do Campo (SP), onde segue treinando até domingo, quando viajam para Mar Del Plata.

O Brasil estréia no Sul-aAmericano diante do Paraguai no dia 17. Dia 18, enfrenta o Uruguai e folga na rodada seguinte. No dia 20, terá o Chile pela frente e, no dia 21, a Argentina. Como o torneio sera disputado em chave única, quem somar mais pontos leva o caneco.