Seleção é recepcionada na China por tigre e elefantes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de fevereiro de 2003 as 15:12, por: cdb

A recepção dos jogadores da Seleção Brasileira em Guangzhou teve direito a festa, batuque indígena, tapete vermelho e segurança reforçada. Até mesmo um tigre e dois elefantes acompanharam a chegada de 13 jogadores ao hotel onde o Brasil está concentrado na China. O tigre, por sinal, ficou assustado com tanta movimentação e deu bastante trabalho para a sua adestradora.

Cafu, Adriano, Júnior, Rivaldo, Ronaldo, Emerson, Zé Roberto, Roque Júnior, Roberto Carlos, Denilson, Flávio Conceição, Belletti e Dida chegaram ao hotel em Guangzhou às 21h40 (11h40 no horário de Brasília) desta segunda-feira. Eles vão se juntar a Juninho Pernambucano e Ronaldinho Gaúcho, que desembarcaram na China no começo da madrugada ao lado da comissão técnica.

Os zagueiros Anderson Polga e Luisão, o goleiro Julio Cesar, os meias Gilberto Silva e Kleberson e o atacante Amoroso só se apresentam nesta terça-feira.

Zagallo e Américo Faria foram designados para receber os jogadores na porta do hotel Chime Long, o mais luxuoso da cidade. Eles tiveram que disputar espaço com “índios” e chineses vestidos com roupas típicas, além de uma imensa torcida que queria ver e fotografar os jogadores brasileiros.

A festa começou no aeroporto, onde um público maior do que o registrado pela manhã foi recepcionar os jogadores. Após a longa viagem, o técnico Carlos Alberto Parreira sentiu muito cansaço. Por isso, ele cancelou o treino que faria no fim da tarde desta segunda. O treinador garantiu que, mesmo que a maioria dos jogadores já tivesse chegado, a movimentação não seria realizada. O único treino da equipe será no fim da tarde de terça-feira.