Secretário Nacional de Segurança defende maior integração do sistema

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de maio de 2003 as 11:40, por: cdb

O secretário Nacional de Segurança Pública, Luíz Eduardo Soares, disse nesta sexta-feira, em Brasília, durante reunião do Conselho Estadual de Segurança, que é preciso maior integração dos diversos setores responsáveis pelo sistema, inclusive o Judiciário.

O secretário afirmou que o Plano Nacional de Segurança Pública prevê o respeito à autonomia dos Estados mas, também, acaba com a imagem de que o Governo Federal é apenas uma tesouraria para distribuir recursos para projetos que nem sempre são eficazes.

– As polícias trabalham de uma forma inercial quando o modelo é atuar com ênfase na inteligência voltada para o futuro, embora o futuro seja hoje, agora, já que o crime não pára.

Soares explicou que o crime obedece a certos padrões e, portanto, é possível preparar ações preventivas, “mas respeitando os direitos humanos e avançando de forma civilizada”.

Ele defendeu a criação em todos os Estados dos “Gabinetes de Gestão Integrada”, lembrando que apenas oito estados possuem o sistema.

– Quando houver inteligência, integração e trabalho conjunto entre os diversos setores da segurança, como as Polícias Civil, militar e o Judiciário, o crime será vencido.