Secretário diz que não irá indicar presídio para Beira-Mar no Rio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 2 de setembro de 2003 as 19:11, por: cdb

O secretário estadual de Administração Penitenciária, Astério Pereira dos Santos informou ao secretário de Administração Penitenciária de São Paulo, Nagashi Furukawa, que não indicará qualquer unidade prisional no estado do Rio para abrigar o traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar.

Em resposta ao ofício do secretário paulista, recebido na tarde desta terça-feira, Astério Pereira dos Santos, disse que se o estado de São Paulo insistir na ação, estará suscitando um conflito de jurisdição.

– Se for assim, o Rio de Janeiro tomará as providências recursais necessárias para pôr fim ao litígio – avisou. Ele lembrou que Beira-Mar foi transferido para São Paulo por decisão do próprio ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos e, portanto, não foi uma decisão tomada de forma unilateral.

O secretário destacou que essa transferência vai além da capacidade de um estado estar capacitado para manter o preso.

– Esse é um preso federal que, inegavelmente, por sua área de atuação, tem tentáculos no Rio de Janeiro. Mantê-lo longe de seu local de origem é priorizar a ordem pública e dificultar ações criminosas. Sendo assim não estamos buscando atender somente aos interesses do Rio e sim de todo o país – finalizou.