Secretaria proíbe venda de águas boricada e oxigenada de fábrica clandestina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 7 de novembro de 2003 as 17:42, por: cdb

A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro determinou a apreensão e inutilização de todos os lotes de água boricada, água oxigenada e acetona, fabricados pela empresa Ofilema Produtos Oficinais, de Friburgo. A Saúde constatou que a empresa era clandestina, não possuía licença de funcionamento expedida pelo Centro de Vigilância Sanitária e nem autorização de funcionamento concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde. As Vigilâncias Sanitárias Municipais farão a apreensão e inutilização de todos os lotes dos produtos da Ofilema.