Secretária britânica ameaça renunciar se houver guerra sem ONU

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 21:16, por: cdb

A secretária britânica de Desenvolvimento Internacional, Clare Short,
afirmou neste domingo que deixaria o governo se o país participar de uma guerra contra o Iraque sem o aval de uma segunda resolução da ONU (Organização das Nações Unidas). Short é uma importante integrante do governo do primeiro-ministro britânico, Tony Blair.

O anúncio aumentou as pressões sobre o premiê, que já enfrenta crescente oposição popular e de seu próprio partido por causa de seu apoio a um ataque dos Estados Unidos contra o país de Saddam Hussein.

“Eu não vou apoiar uma quebra da lei internacional ou esse enfraquecimento da ONU e deixarei o governo”, disse Short. “Acho que é hora para as cartas na mesa. Devo isso aos meus colegas no governo e aos membros do Partido Trabalhista e devo ser honesta sobre a minha posição. É hora de dizer quais são as minhas intenções”, acrescentou.

Short seria a primeira integrante do alto escalão do governo de Blair a renunciar por causa da guerra ao Iraque.

Uma nova pesquisa mostrou que apenas 15% dos britânicos apóiam um ataque ao Iraque sem uma segunda resolução da ONU.