Scotland Yard pede desculpas por invasão de ‘Bin Laden’

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 23 de junho de 2003 as 12:31, por: cdb

O chefe da Scotland Yard, comissário John Stevens, apresentou nesta segunda-feira suas desculpas à família real pela invasão “totalmente inaceitável” de um intruso, no último sábado, no castelo de Windsor, durante a festa de 21 anos do príncipe William.

– O comissário Stevens apresentou suas desculpas à família real pela falha escandalosa do dispositivo de segurança do castelo de Windsor no sábado à noite – afirmou seu adjunto, David Veness, num comunicado.

– Parece que houve um erro operacional que não deveria ter acontecido, independentemente das circunstâncias – acrescentou.

Segundo o comunicado, Aaron Barshak, um ator de 36 anos, conseguiu entrar no castelo ao subir numa árvore e saltar sobre o muro caindo no telhado.

O penetra, vestido de Osama Bin Laden, encontrou um funcionário do castelo que o conduziu a um responsável da segurança.

– Ele contou o que pareceu ser uma história verdadeira e recebeu a autorização para entrar na parte do castelo em que ocorria a festa – afirmou Veness.

Segundo a imprensa, Aaron Barschak se perdeu entre os quase 300 convidados, entre eles quase toda a família real, que usavam fantasias para a festa que tinha como tema o continente africano.