Schumacher iguala-se a Fangio

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 21 de julho de 2002 as 15:18, por: cdb

O alemão Michael Schumacher fez história na Fórmula 1, neste domingo, sagrando-se pentacampeão mundial, ao vencer o Grande Prêmio da França. Schumacher foi o piloto a conquistar o campeonato mundial antecipadamente de forma mais rápida na história da Fórmula 1.

Além disso, o piloto da Ferrari agora tem o mesmo número de títulos mundiais do argentino Juan Manuel Fangio, que desde 1957 era o único a ter sido campeão por cinco vezes. Rubens Barrichello não saiu no grid para a volta de apresentação devido a problemas téncicos com sua Ferrari.

Punido

Schumacher tirou vantagem de um erro cometido pelo piloto que liderava a corrida, o finlandês Kimi Raikkonen, quando ainda faltavam cinco voltas para a disputa terminar.

Após Raikkonen ter perdido o controle de sua Mclaren, o alemão retomou a liderança. Pouco após o início da prova, Schumacher superou o colombiano Juan Pablo Montoya e assumiu a primeira posição.

Mas, pouco depois, o piloto alemão a perdeu a liderança quando passou sobre uma linha de segurança, o que o levou a ser punido. O colmbiano Juan Pablo Montoya, da Williams, se prevaleceu da punição e voltou a liderar a prova.

O piloto alemão retomou a disputa na terceira posição, atrás de Montoya e de Raikkonen.

Nas últimas 24 voltas, os três pilotos travaram uma acirrada disputa.

Montoya caiu de rendimento ao final.

Com isso, Raikonen e Schumacher assumiram as duas primeiras colocações.

Ao final da corrida, Raikonnen terminou em segundo.

Montoya ficou em quarto, à frente de Ralf Schumacher, seu colega de escuderia, mas atrás do escocês David Coulthard.

Segundo o diretor-técnico da Ferrari, Ross Brawn, Michael Schumacher é o “piloto máximo da Fórmula 1”.