Saúde inicia novo levantamento dos índices da dengue

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 9 de março de 2012 as 08:27, por: cdb

Foto: Ana Chaffin

Resultado do levantamento será determinante para nortear ações estratégicas para os trabalhos em campo.

A Secretaria de Saúde de Macaé por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) inicia na próxima segunda-feira (5), o primeiro Levantamento de Índice Rápido para o Aedes Aegypti (LIRAa). O resultado do levantamento será determinante para nortear ações estratégicas para os trabalhos em campo, além da assistência a ser prestada à população durante todo o ano.

O diretor técnico do CCZ, Rogério Lemos, explica que o LIRAa é uma pesquisa de verificação domiciliar por amostragem que revela o índice de infestação da larva do mosquito Aedes aegypti.

– Ele ajuda os municípios a acompanharem de forma rápida e atualizada a situação da infestação e é um instrumento que auxilia na rápida tomada de decisões dos gestores para o controle da doença, esclarece, lembrando que no último levantamento realizado em outubro de 2012 o índice de infestação foi de 0,7%, condição considerada satisfatória pelo Ministério da Saúde.

Estrategicamente, a cidade está dividida em 12 extratos, e cada extrato é composto por um conjunto de bairros. O sorteio das localidades é realizado por um programa eletrônico. “Durante a inspeção, se algum foco do mosquito da dengue for encontrado, de imediato é feita a sua eliminação”, conta.

O secretário de Saúde, Eduardo Cardoso acrescenta que o LIRAa funciona como um alerta para os municípios, pois aponta para um potencial de epidemia, se nada for feito para impedir.

– A primeira providência dos municípios, e dos estados, com base nesses números, é intensificar as ações de controle nos pontos críticos, utilizando os indicadores como referência, principalmente, os depósitos predominantes, disse.

Ele ressalta que também é fundamental a mobilização da sociedade civil, pois 85% dos focos de dengue estão dentro da casa das pessoas. O secretário destacou ainda que os agentes de endemias já estão atuando em vários bairros reforçando as ações de combate à dengue e mobilizando a população sobre a necessidade de evitar a doença.