Saúde da Família já atende mais de metade da população brasileira

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 12 de fevereiro de 2008 as 12:57, por: cdb

No ano em que completa 15 anos de existência, o Programa de Saúde da Família ultrapassou neste mês a cobertura de 50% da população brasileira. O número de equipes superou os 27,3 mil, garantindo assistência para 93 milhões de brasileiros.

O programa procura remodelar a atenção à saúde no país, realizando ações de promoção à saúde, prevenção e cuidados que evitem o surgimento ou o agravo de doenças das pessoas atendidas.

– A Saúde da Família é uma das prioridades deste governo. Os índices são bastante claros. Onde as equipes estão presentes, a vacinação aumenta, as grávidas fazem mais exames de pré-natal, as internações diminuem e a mortalidade infantil cai, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

A estratégia é uma das bases do programa Mais Saúde, lançado em dezembro. Um estudo do Ministério  analisou o programa entre os anos de 1998 e 2004.

Entre os resultados verifica-se que o registro de óbitos em menores de um ano de idade por causas mal definidas, por exemplo, baixou de 22,3%, em 1998, para 10,9%, em 2003 (dados de 2004), no conjunto de municípios com 70% ou mais de cobertura do PSF.

No mesmo período, a proporção de recém-nascidos com mães sem nenhuma consulta de pré-natal também caiu em todos os grupos de municípios, principalmente naqueles com alta cobertura do programa. A queda foi de 8,54%, em 1998, para 2,95%, em 2003.

O número de internações por Acidente Vascular Cerebral (AVC) na população de 40 anos ou mais, por sua vez, é um indicador que reflete a evolução das ações de atenção básica no controle das doenças hipertensivas. Nesse período, as taxas de internação no grupo de municípios com maior cobertura do PSF caíram de 52,30 por grupo de 10.000 habitantes para 37,7 por grupo de 10.000.