Sars faz mais 16 vítimas na China

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de maio de 2003 as 10:56, por: cdb

A pneumonia também conhecida como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars, na sigla em inglês) matou mais cinco pessoas em Hong Kong e 11 na China, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira pelas autoridades locais.

O ministério da Saúde da China disse que sete das novas mortes ocorreram em Pequim, local mais atingido pela Sars em todo o mundo.

O medo de contágio pela doença esvaziou as comemorações chinesas de 1º de Maio, tradicionalmente uma data importante no país.

As ruas da cidade, normalmente cheias nesta data, estavam vazias.

Muitos trabalhadores que tradicionalmente participam da marcha de primeiro de maio ficaram em casa.

Algumas centenas de pessoas assistiram à cerimônia de hasteamento da bandeira na Praça Tiananmen, um evento do qual usualmente milhares de chineses participam.

Mais de 11 mil pessoas estão sob quarentena em Pequim, nesta quinta-feira.

Em 2002, mais de 87 milhões de pessoas lotaram trens, ônibus e aviões durante o feriado que normalmente dura uma semana, gerando US$ 4 bilhões em receitas de turismo, segundo informação da imprensa estatal.

O feriado deste ano foi reduzido a um fim-de-semana prolongado para previnir novos casos da doença.