Sarney pede licença do Congresso e Rose de Freitas fica encarregada de instalar CPMI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 17 de abril de 2012 as 17:56, por: cdb

Sarney pede licença do Congresso e Rose de Freitas fica encarregada de instalar CPMI

Por: Mariana Jungmann, da Agência Brasil

Publicado em 17/04/2012, 20:09

Última atualização às 20:09

Tweet

Brasília – O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), enviou hoje (17) à mesa diretora da Casa o seu pedido de licença por 15 dias. Sarney está internado no Hospital Sírio-Libanês desde sábado (14), quando passou por um cateterismo e uma angioplastia para desobstruir uma das artérias do coração.

Diante do problema de saúde do senador, que também é presidente do Congresso Nacional, a primeira vice-presidente da Câmara dos Deputados, Rose de Freitas (PMDB-ES), assumirá o cargo. O Senado será presidido pela senadora Marta Suplicy (PT-SP) até a volta de Sarney.

A expectativa dos deputados e dos senadores é que a deputada Rose de Freitas convoque uma sessão conjunta do Congresso Nacional, ainda esta semana, para ler o requerimento de instalação da comissão parlamentar mista de inquérito (CPMI), que irá investigar a relação do bicheiro Carlinhos Cachoeira com agentes públicos e privados.

No Senado, o líder do PT, Walter Pinheiro (BA), anunciou que já tem 60 assinaturas de apoio ao requerimento de criação da CPMI – são necessárias 27 assinaturas de senadores. Segundo Pinheiro, até a próxima quinta-feira (19) os líderes partidários na Câmara deverão entregar o requerimento subscrito por no mínimo 171 deputados. Com isso, eles poderão protocolar o requerimento e aguardar apenas a sessão conjunta para que a CPMI seja criada.

Pinheiro acredita que a ausência do presidente do Congresso não será empecilho para o início dos trabalhos de investigação da comissão. “Nenhum problema o presidente Sarney ser afastado. Enquanto ele descansa, nós continuamos tocando os trabalhos.”