Sarkozy diz que ser presidente não significa ser capacho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 as 10:24, por: cdb

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, disse em entrevista publicada nesta terça-feira que deveria ter resistido ao impulso de xingar um homem que o destratou durante uma feira agrícola no fim de semana. O presidente, porém, não chegou a se desculpar pelo gesto.

Um vídeo do incidente, divulgado no site do jornal Le Parisien e transformado em sucesso imediato na Internet, mostra Sarkozy insultando um homem que se recusou a apertar sua mão.

– É difícil mesmo quando se é o presidente não reagir a um insulto. Só porque você é o presidente não significa que se torne um capacho. Dito isto, eu teria feito melhor em não responder – disse Sarkozy a leitores do Le Parisien, numa entrevista que, segundo o jornal, estava agendada com antecedência.

Mas a entrevista provocou mais controvérsia, pois Dominique de Montvalon, editor do Le Parisien, afirmou ao Canal Plus que Sarkozy nunca pronunciou a última frase, na qual se arrependia da resposta grosseira – ela teria sido acrescentada por assessores posteriormente à entrevista. O editor disse que, nesta quarta-feira, o Le Parisien voltará a publicar a versão original da entrevista.

O gabinete de Sarkozy disse que, mesmo que a frase não tenha sido proferida, ela representa o que se passa na cabeça do presidente. O incidente na feira agrícola ocorre num momento em que Sarkozy vê sua taxa de aprovação desabar para 36%, menor índice desde sua eleição, em maio de 2007, e uma queda de 19 pontos em apenas três meses.