São Paulo vira em cima do Vasco

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 7 de novembro de 2002 as 00:16, por: cdb

Numa partida sensacional e cheia de alternativa, o São Paulo bateu o Vasco por 5 x 3, na noite dessa quarta-feira, no Morumbi. Com o resultado, o Tricolor paulista, que venceu as últimas oito partidas no Campeonato Brasileiro (e fez 27 gols) manteve a liderança isolada, com 46 pontos. Já o time cruzmaltino, que jogou bem, continua na luta para escapar do rebaixamento.

A partida começou com o São Paulo pressionando. Aos 5min, Kaká teve uma chance, mas foi desarmado pouco antes de finalizar pelo lateral Edinho. O Vasco reagiu com Petkovic, que quase fez um gol-olímpico, o que não aconteceu devido à defesa providencial do goleiro Roger, que espalmou para novo escanteio.

A velocidade no ataque era a marca do São Paulo, que voltou a assustar aos 8min, quando o lateral Gustavo Nery completou ótima triangulação e o goleiro Fábio salvou o Vasco com o pé esquerdo. Logo depois, Kaká ganhou de Marcelo na corrida e chutou rasteiro para nova defesa do camisa 1 cruzmaltino.

Com uma forte marcação no setor de meio-campo – Henrique não desgrudava de Kaká -, o Vasco aos poucos foi equilibrando o jogo. Aos 24min, Gustavo Nery teve mais uma chance para o São Paulo. Ramon, por sua vez, quase fez um gol de calcanhar, o que não acontecer porque o lateral Gabriel salvou quase em cima da linha, com Roger já batido no lance.

Aos 35min, Ramon recebeu um passe açucarado de Petkovic, driblou Gabriel e chutou para fazer Vasco 1 x 0. Roger ainda tocou na bola antes dela estufar a rede. Três minutos depois, Ramon cobrou falta no travessão. Aos 38min, o mesmo Ramon recebeu de Edinho e tocou na saída do goleiro tricolor para fazer 2 x 0.

Aos 43min, após o juiz Wilson de Souza Mendonça invalidar um ataque do Vasco alegando um impedimento que não existiu, o São Paulo partiu para o ataque e, numa jogada rápida, Henrique colocou a mão na bola. Pênalti, que Luís Fabiano cobrou no canto direito para diminuir para o São Paulo. Fábio ainda tocou na bola.

O segundo tempo continuou bom de se ver, com Petkovic desperdiçando ótima chance. Aos 10min, Fábio voltou a salvar o Vasco, num chute venenoso de Luís Fabiano. O jogo estava indefinido, com chances para ambos os lados. Até que, aos 16min, o zagueiro Jean aproveitou escanteio na direita do ataque e empatou para o São Paulo. O atacante Reinaldo queria mais e carimbou a trave adversária.

O Vasco desempatou aos 22min com Zé Carlos, que teve pouco tempo para festejar: no minuto seguinte, Luís Fabiano fez mais um gol para o São Paulo, tocando na saída de Fábio. A dinâmica do jogo impressionava e Petkovic chutou uma bola que passou raspando a trave direita de Roger.

Aos 27min, em mais um escanteio cobrado pela esquerda do ataque, Fábio saiu mal do gol e Luís Fabiano cabeceou, no segundo pau, para fazer São Paulo 4 x 3. Aos 30min, o volante Júlio Santos fez 5 x 3, fechando o placar.

SÃO PAULO 5 x 3 VASCO DA GAMA

São Paulo
Roger; Gabriel, Régis, Jean e Gustavo Nery; Júlio Santos, Fábio Simplício (Júlio Batista), Ricardinho (Adriano) e Kaká; Luís Fabiano e Reinaldo (Leandro)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Vasco
Fábio; Geder, Rogério Pinheiro e Marcelo; Russo (Gleydson), Henrique, Petkovic, Léo Lima e Edinho; Ramon e Zé Carlos (Ely Thadeu)
Técnico: Antônio Lopes

Data: 6/11/2002 (quarta-feira)
Local: Morumbi, em São Paulo
Público: 15.506 pagantes
Juiz: Wilson de Souza Mendonça (Fifa/PE)
Cartões amarelos: Marcelo e Luís Fabiano
Gols: Ramon, aos 35min e aos 38min e Luís Fabiano, aos 44min do primeiro tempo; Jean, aos 16min, Zé Carlos, aos 22min, Luís Fabiano, aos 23min e aos 27min e Júlio Santos, aos 30min do segundo tempo