São Paulo vence Figueirense de virada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 4 de maio de 2003 as 19:25, por: cdb

Com um gol de Gustavo Nery aos 45min do segundo tempo, o São Paulo, que ficou dias vezes atrás do placar, venceu o Figueirense por 3 a 2, neste domingo, no Morumbi, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

A equipe paulista entrou em campo com o técnico interino Roberto Rojas no comando da equipe. Oswaldo de Oliveira, que assumiu o São Paulo em 2002, foi demitido pela diretoria tricolor na noite de sábado.

O melhor em campo foi o atacante Luís Fabiano. O jogador marcou duas vezes e já é vice-artilheiro do Brasileiro, com oito gols, um a menos que Deivid, do Cruzeiro.

Na base da superação, o São Paulo sofreu, mas conseguiu sair de campo com uma vitória, a terceira em sete rodadas. Com isso, o tricolor paulista soma 11 pontos e está na 7ª colocação do Brasileiro.

Já o Figueirense, que esteve à frente do placar até os 35min do segundo tempo, quando Luís Fabiano empatou a partida, vive situação difícil, já que está na laterna do Brasileiro, com quatro pontos.

O São Paulo volta a campo na quarta-feira, contra o Goiás, em Goiânia, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, o tricolor paulista terá pela frente o Atlético-MG, domingo, no Mineirão.

Já o Figueirense ganha a semana de folga e terá como próximo adversário o São Caetano, domingo, em Florianópolis.

No Morumbi
A primeira chance clara de gol foi do São Paulo. Aos 10min, Rogério Ceni cobrou falta com categoria e acertou o travessão do goleiro Edson Bastos.

No entanto, a reação do Figueirense foi fulminante. Aos 15min, Sandro Hiroshi fez bela jogada individual, se livrou da marcação de Adriano, entortou Jean e bateu no canto esquerdo de Rogério Ceni para fazer 1 a 0.

Abatido em campo, o São Paulo quase levou o segundo aos 16min. Sandro Hiroshi aproveitou cruzamento e desviou de cabeça para grande defesa de Rogério Ceni.

Depois do susto, o time da casa começou a se recompor em campo. Aos 25min, Souza foi derrubado na entrada da área. Na cobrança de falta, Ricardinho colocou à direita. Edson Bastos ficou parado no meio do gol e a bola passou triscando a trave.

Mesmo sem empolgar, o São Paulo buscava o empate. Aos 26min, Fabiano chutou cruzado para defesa segura de Edson Bastos. Três minutos depois, Kaká fez boa jogada individual, se livrou de Márcio Goiano e bateu à esquerda, pela linha de fundo.

Na última boa chance do primeiro tempo, aos 42min, Souza foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Kaká, que desviou no canto direito. Edson Bastos fez boa defesa.

No intervalo, o técnico Roberto Rojas tirou Souza e colocou o jovem Ailton na equipe do São Paulo. Mesmo com a mudança, a primeira chance da segunda etapa foi do Figueirense. Aos 5min, Léo Macaé cobrou falta com perigo, por cima do gol.

Aos 10min, o tricolor paulista empatou. Ailton lançou Kaká pela direita, dentro da área. O meia bateu cruzado e Luís Fabiano empurrou para as redes, marcando o primeiro do São Paulo na partida.

Mas a torcida são-paulina não teve tempo para comemorar. Depois de cruzamento de Paulo Sérgio da direita, Leonardo escorregou e a bola veio limpa para Luiz Fernando, que bateu de primeira para colocar o time catarinense novamente em vantagem no placar.

O Figueirense seguia perigoso nos contra-ataques. Aos 27min, Sandro Hiroshi fez outra boa jogada e, dentro da área, bateu para fora, desperdiçando boa chance de ampliar.

No minuto seguinte, foi a vez de Gustavo Nery criar boa oportunidade. O zagueiro arriscou de fora da área e a bola passou com perigo.

Aos 33min, Ailton fez bela jogada, deu o “drible da vaca” em Jeovânio e cruzou para Kaká que, dentro da área, chutou por cima do gol.

Dois minutos depois, o São Paulo empatou. Fabiano rolou para Luís Fabiano. O atacante driblou Elói e soltou a bomba de canhota, vencendo Edson Bastos.

Quando o empate parecia definido, o São Paulo marcou o gol da vitória. Aos 45min, Fabiano recebeu de Kaká e cruzou para Gustavo Nery, que empurrou para as redes e garantiu a vitória tricolor.