São Paulo quer treinador de clube gaúcho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 5 de maio de 2003 as 23:01, por: cdb

A demissão de Oswaldo de Oliveira abriu espaço para as especulações sobre o futuro técnico do São Paulo. A diretoria tricolor garante que nenhum nome foi comentado oficialmente no Morumbi, mas Muricy Ramalho, do Inter, e Tite, do Grêmio, são os preferidos dos especuladores, o que gerou reação imediata dos rivais gaúchos.

Muricy Ramalho começou a carreira de treinador no próprio São Paulo, como “herdeiro” de Telê Santana, mas não resistiu às comparações com o antigo mestre. Depois, tirou o Náutico da fila no Campeonato Pernambucano de 2001, treinou o Figueirense no ano passado e reconquistou a simpatia dos tricolores com a liderança do Brasileirão, pelo Inter.

Tite, outro nome bastante comentado, foi campeão gaúcho pelo Caxias, em 2000, e logo ganhou uma chance no Tricolor gaúcho. Aproveitou bem a oportunidade e conquistou a Copa do Brasil em 2001, título que o colocou em evidência no cenário nacional. Seria o nome preferido da cúpula são-paulina, segundo os especuladores de plantão.

O grande empecilho para contratação dos dois treinadores são seus contratos com as respectivas equipes. Os dois são considerados fundamentais na conclusão da temporada e no desenvolvimento das competições que disputam atualmente, e que são prioridade. O Grêmio está nas oitavas-de-final da Libertadores, e o Inter lidera o Campeonato Brasileiro.

O vice de futebol do Grêmio, Luiz Eurico Valandro, concedeu entrevista à Rádio Jovem Pan e disse que não pretende liberar Tite. Segundo ele, o treinador agrada os dirigentes, e o episódio das escutas telefônicas não abalou o relacionamento entre ambos. Porém, o cartola deixou no ar a possibilidade de mudar de idéia se o São Paulo aceitar pagar a rescisão contratual, cujo valor ele não revelou.