São Gonçalo recebe o Tomógrafo Móvel

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 16 de novembro de 2015 as 14:27, por: cdb

Por Redação, com ARN – do Rio de Janeiro:

A partir desta terça-feira, moradores de São Gonçalo, e de outros seis municípios da Região Metropolitana II, poderão ser atendidos pelo Tomógrafo Móvel da Secretaria de Estado de Saúde. Também serão beneficiados pacientes de Niterói, Itaboraí, Maricá, Tanguá, Rio Bonito e Silva Jardim. A previsão é que a unidade itinerante fique na cidade até 28 de novembro.

– As unidades móveis são essenciais no apoio aos municípios e cumprem o papel de atender localidades onde, muitas vezes, as demandas por exames de imagem são reprimidas – ressalta o secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto.

O equipamento ficará montado na Avenida Presidente Kennedy (em frente ao Centro Cultural Joaquim Lavoura), no Centro, em São Gonçalo. O horário de atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, e no sábado, das 7h30 até as 15h.

Como agendar o exame – Para o conforto dos pacientes, as unidades móveis só realizam exames agendados, não havendo encaixes ou distribuição de senhas. Para a marcação de exames, o paciente deve entregar o pedido emitido por um médico credenciado ao SUS à secretaria municipal de saúde da sua cidade, que encaminhará uma planilha com as demandas para o serviço e informa os pacientes sobre a data, hora e local do procedimento.

Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Estado ultrapassaram a marca de 198 mil
Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Estado ultrapassaram a marca de 198 mil

O paciente que possui aparelho de celular recebe essas informações via torpedo telefônico até 48 horas antes do dia marcado. Os resultados são disponibilizados aos pacientes pelo município de residência, após período de 10 a 15 dias úteis, para que então possam encaminhar ao seu médico.

Os serviços móveis de diagnóstico por imagem do Governo do Estado ultrapassaram a marca de 198 mil procedimentos realizados desde 2009. Dois tomógrafos, uma ressonância magnética e um mamógrafo móvel, que funcionam em carretas especiais e reúnem investimentos de R$ 13,4 milhões, são os responsáveis pelos números inéditos no país. Os equipamentos foram inaugurados para suprir a carência de regiões onde o acesso a exames de imagem na rede pública de Saúde é inexistente ou incapaz de atender à demanda.

Ouvidoria Itinerante

A unidade da Ouvidoria Itinerante da Secretaria de Estado de Saúde (SES) estará, nesta terça-feira, em Nova Iguaçu, na Praça Rui Barbosa. Esta será a segunda agenda do serviço, que teve início no mês passado, e pretende percorrer todo o estado. O objetivo do projeto é ouvir demandas, críticas e sugestões da população sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) no estado. Em sua primeira incursão, na Central do Brasil, o serviço atendeu mais de 100 pessoas. Cerca de 70% dos atendimentos foram de moradores da Baixada Fluminense.

– A Ouvidoria é um canal de comunicação eficiente que está sendo expandido através da unidade itinerante. Buscamos um modelo de gestão mais participativo, estreitando a relação entre a secretaria e os usuários do serviço público de saúde – destaca Felipe Peixoto, secretário de Estado de Saúde.

A equipe da Ouvidoria Itinerante é composta por oito ouvidores, que são profissionais da área administrativa, psicologia e assistência social. O horário de atendimento será de 9h as 15h. Demandas de urgência e emergência terão prazo de 48 horas para retorno. Para demandas administrativas serão 15 dias e processos administrativos, 30 dias. Os prazos são previstos em regulamentação específica para ouvidorias.

A intenção é que a Ouvidoria Itinerante percorra todas as regiões do estado. No roteiro, já está prevista uma próxima parada em São Gonçalo ainda neste mês. Já na segunda fase do projeto, a unidade móvel deverá percorrer as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24h).