São Bernardo obtém US$ 20,8 mi do Banco Mundial para a represa Billings

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 6 de abril de 2012 as 09:26, por: cdb

São Bernardo obtém US$ 20,8 mi do Banco Mundial para a represa Billings

Segundo a prefeitura, empréstimo depende de aprovação do Senado e do Ministério da Fazenda

Por: Redação da Rede Brasil Atual

Publicado em 06/04/2012, 11:56

Última atualização às 11:56

Tweet

São Paulo – A prefeitura de São Bernardo obteve a aprovação de empréstimo de US$ 20,8 milhões, cerca de R$ 37,93 milhões, do Banco Mundial para a implementação da terceira fase do Programa Mananciais. O recurso será utilizado para a urbanização de assentamentos, a construção de 1,2 mil novas unidades habitacionais e a formulação de programas para o uso sustentável da represa Billings. 

Segundo a prefeitura, as ações vão beneficiar cerca de 200 mil habitantes da área de manancial. O empréstimo ainda depende de aprovação do Ministério da Fazenda e do Senado.

O programa Mananciais visa a proteger e manter a qualidade dos recursos hídricos e fontes de água potável da região metropolitana, onde vivem mais de 20 milhões de pessoas.

Para o prefeito Luiz Marinho, o programa vai melhorar as condições de vida das famílias que moram em assentamentos irregulares. “Com a intervenção e urbanização de favelas, recuperaremos áreas de risco e degradadas pela ocupação irregular”, afirmou.

Dentro dos empréstimos firmados com o Banco Mundial, a urbanização será implementada apenas em São Bernardo. O abastecimento da região metropolitana de São Paulo está prejudicado pela poluição dos reservatórios, causada em parte pelos assentamentos precários em torno dos reservatórios da Billings. 
 

Segundo o diretor do Banco Mundial para o Brasil, Makhtar Diop, o programa contribui para o crescimento sócio e ambiental de São Bernardo. “A escassez de água e sua má qualidade impedem o desenvolvimento econômico e a geração de renda, afetando as pessoas menos favorecidas. Parabenizamos São Bernardo por priorizar as questões da água, elemento essencial para promover o desenvolvimento sustentável e crescimento econômico inclusivo”, disse.