Santos vence o galo por 3×2

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2002 as 00:02, por: cdb

Na noite desta quarta-feira, o Santos conseguiu manter sua ascensão no Campeonato Brasileiro ao vencer o Atlético-MG por 3 x 2, na Vila Belmiro. O Galo, em contrapartida foi derrotado pela terceira vez consecutiva, dando seqüência à sua descendência na classificação.

Com a vitória, o Peixe chegou à marca dos 29 pontos. Já o Galo, com a derrota, volta a Belo Horizonte com os mesmos 24 pontos que tinha.

Os primeiros 10 minutos de jogo anunciavam: os moleques do Santos fariam mais uma grande exibição. Toques de calcanhar, tabelas, jogadas rápidas, enfim, os atletas santistas estavam inspirados e como sempre, abusados.

Firme na defesa, o Galo se segurava como podia. Até então, não havia passado de seu campo de defesa. Aos 11min, Marques teve chance pela ponta-esquerda, mas a zaga santista afastou para escanteio.

O Peixe voltou a ter chances aos 18min, quando Léo desperdiçou um gol após boa defesa do goleiro Eduardo. No contra-ataque, Marques abusou da velocidade, levou perigo, mas também perdeu a oportunidade.

Aos 25min, Paulinho limpou a zaga santista e acabou sendo derrubado na entrada da área. Na cobrança, Souza bateu fraco e Júlio Sérgio defendeu. Na seqüência, o lateral Michel tocou para Diego, que arrematou forte para Eduardo mandar para a linha de fundo.

O gol já estava amadurecido e a torcida pedia. Na segunda cobrança de escanteio seguida, Diego colocou na cabeça de Alex. O jovem zagueiro Alex tocou de cabeça e o matador Alberto fez seu sétimo gol no Brasileiro: Santos 1 x 0.

Ainda no primeiro tempo, o Galo perdeu seu principal jogador. Depois de levar uma bolada na cabeça, Marques deixou o campo na maca para não voltar mais. Geninho optou pela entrada de Renaldo.

Aos 38min, o atacante Washington jogou fora a oportunidade de igualar o placar. Ele foi lançado livre, a defesa santista bobeou, mas o camisa sete do Atlético não soube dominar e deixou a bola escapar.

Apesar de parecer que o Santos havia esfriado em campo, a chance de ampliar veio aos 43min. Livre dentro da área, Elano recebeu passe milimétrico e acabou chutando para fora o chamado “gol feito”.

Ao contrário da primeira etapa, o segundo tempo começou com a pressão atleticana. Logo aos 4min, Souza levantou a bola com perigo na área e Léo cortou na segunda trave.

Como resposta, o Peixe protagonizou um grande lance. Após jogada pela esquerda, Alberto lançou Renato na área. O volante ajeitou de cabeça para Robinho dominar no peito, limpar o lance e mandar uma bomba para Eduardo espalmar.

Provando que voltou do vestiário com fome de gol, o Galo chegou ao empate aos 10min. Renaldo lançou Mancini na ponta-direita e o lateral cruzou para o meia Souza arrematar um belo chute no canto de Júlio Sérgio: 1 x 1.

E o time de Geninho estava realmente superior. Aproveitando que os donos da casa sentiram o empate, o Atlético tratou de atacar. Aos 14min, Genaldo cruzou rasteiro, mas ninguém apareceu para emendar para as redes.

Atacando desordenadamente, o Santos colocou abaixo o bom começo de jogo. Pressionado pelo adversário, parecia restar apenas a desorganização em campo ao time de Leão. Isso até os 40min em campo.

Assim que Robert pisou no gramado, o Peixe teve uma falta pela meia direita. Para delírio do torcedor que lotou o estádio, o maestro da Vila levantou a bola na área, ela pipocou algumas vezes e o zagueiro Alex arrematou: 2 x 1.

E não parou por aí. Três minutos depois, o Alvinegro praiano ampliou com o atacante Robinho. Renato fez grande assistência e o camisa sete acertou uma bomba: 3 x 1. um balde de água fria veio aos 48min. Kim recebeu sozinho na área e descontou: 3 x 2.

Depois desta quarta-feira, o Peixe encara mais um mineiro. No domingo, o time de Leão vai à Belo Horizonte jogar com o Cruzeiro. Já o Galo vai no mesmo dia à Salvador enfrentar o Bahia, na Fonte Nova.

SANTOS 3 x 2 ATLÉTICO-MG

Santos
Júlio Sérgio; Michel (Wellington), Preto, Alex e Léo; Paulo Almeida, Renato, Elano e Diego (Robert); R